Recreio Urbano

As cidades movem-se pela alegria de todos.

Líderes na criação e activação de paisagens recreativas. Oferecendo a clientes e parceiros soluções integradas, da avaliação à construção dos espaços passando pela sua concepção, somos o parceiro ideal para consultores/projectistas e o fornecedor de confiança de promotores públicos e privados.
Pioneiros a projectar e a instalar Espaços de Jogo e Recreio em Portugal, há mais de 30 anos, hoje temos mais de 2.000 intervenções dispersas por diversos países.

Projectos de referência

Há evidências de que brincar, para além de ser divertido
e só por si essencial ao bem-estar, é ainda fundamental
para todas as áreas de desenvolvimento futuro das crianças
e dos jovens. Por isso, juntamente com os nossos parceiros,
procuramos e desenvolvemos novas formas lúdicas
para adicionar valor aos elementos da paisagem urbana
e assim suportar o desenvolvimento infantil através do brincar.

Urban Play:
arte urbana
brincável.

Explorar temáticas e conceitos locais potenciando o impacte
da intervenção e o sentido de pertença das comunidades.

Parceria com artistas de renome nacional e internacional na criação e desenvolvimento de peças de “Arte Urbana Brincável”.

Incorporação de funcionalidades lúdicas seguras e atractivas em peças artísticas com forte impacte visual.

A funcionalidade do recreio infantil dilui-se dando destaque à forma da criação artística que se afirma por mérito próprio no espaço urbano envolvente. Criação de landmarks no território.

Classic.

Soluções únicas com carácter, graças à integração dos equipamentos em projectos globais, originando espaços simples com valências lúdicas diversificadas.

Adaptação temática e funcional em função do local e dos utilizadores. Concepção integrada, do equipamento ao pavimento, com criação de um ambiente recreativo estimulante e seguro.

Equipamentos com design inovador e inspirador, em materiais de grande qualidade, assegurada por um fabricante líder de mercado mundial. Para clientes exigentes que apostam na qualidade e durabilidade do seu investimento.

Natural Play:
regresso
ao futuro.

Utilização primordial de materiais naturais para construir espaços com elevado valor lúdico e férteis para a imaginação infantil.

Regresso ao fundamental da infância, criando espaços de recreio mais naturais, assentes na liberdade e simplicidade.

Promover o contacto das crianças com a natureza e os seus processos, criando raízes no mundo que as envolve.

Explorar as potencialidades do sítio, como a modelação do terreno, para oferecer experiências atractivas.

Exposição ao risco controlado, promovendo a consciência dos limites, a tomada de decisões e a gestão do risco como competências essenciais para o futuro.

A aposta na inovação sustentável está bem patente com a CORKEEN, a solução inovadora em cortiça para amortecimento de impacto.

A Gaspar é o distribuidor e instalador exclusivo deste pavimento insitu no território nacional. Para conhecer melhor esta solução ecológica, acessível e segura, recomendamos que nos contacte.

O ambiente ideal de aprendizagem e crescimento para crianças pequenas é composto por uma integração total de espaços interiores e exteriores.
A Sala de Aula Exterior melhora e acrescenta ao âmbito limitado de atividades disponíveis dentro de salas de aula confinadas, proporcionando experiências práticas, atividade física, crescimento sócio emocional através da interação entre pares, e abordagens multifacetadas ao desenvolvimento cognitivo que ligam as crianças à natureza e maximizam os seus resultados de aprendizagem

 

O Projecto de Sala de Aula ao Ar Livre
Samuel Dennis Jr e Alexandra Wells
Laboratório de Design Ambiental da Universidade de Wisconsin-Madison

Outdoor
Classrooms

Para lá de contribuírem para travar a propagação de vírus,
as aulas ao ar livre têm associados diversos benefícios, nomeadamente em termos de saúde mental e física, mas também no desenvolvimento cognitivo e emocional.

O local de aprendizagem ao ar livre deve ter um espaço de encontro para os estudantes ouvirem os professores (lugares com quadros brancos), bem como estações de aprendizagem activa para os estudantes fazerem actividades práticas (mesas).

Estes espaços podem ser pensados e concebidos como ‘salas’ dentro do espaço exterior global.