EMEL, 2017

Campo das Cebolas.

O afamado Projecto de Requalificação do espaço público do Campo das Cebolas, da autoria do Arq. João Luís Carrilho da Graça e do Arq. Paisagista Victor Beiramar Diniz, só ficou completo com um espaço de jogo e recreio de três polos integrados no plano de conjunto. Uma solução criteriosamente feita à medida, para satisfazer os mais apertados critérios de qualidade estética e funcional.
A concretização de uma ambição de longa data daquela Freguesia, que procura oferecer as melhores condições para as famílias residentes e visitantes.

Impacto na Cidade – A solução de recreio veio activar a vivência sonhada para uma nova Lisboa que renasce em cada praça reabilitada. O que era um parque de estacionamento desorganizado, é hoje um espaço de encontro intercultural, cheio de vida e alegria, entre os mais emblemáticos edifícios da cidade e o rio. Tudo num bairro onde parecia não haver espaço para as crianças.

Factos Interessantes – Achados arqueológicos prolongaram o tempo de obra e obrigaram a encontrar soluções especiais para acautelar este património.
Todos os materiais e acabamentos foram escolhidos ao pormenor para assegurar a integração num projecto de excelência, num cenário icónico da cidade.

Propósitos

Actuamos para continuarmos a ser a empresa de referência
na melhoria da qualidade de vida nas cidades. Com este projecto vamos:

01

Incentivar estilo de vida activa e saudável.

02

Inovar no espaço público.

03

Promoção da Inclusão social e acessibilidades.

04

Estimular as actividades de Brincar e Recrear - desenvolvimento de competências cognitivas, físicas, sociais e emocionais.

05

Promoção da felicidade, comunitária e individual, em meio urbano.

Sustentabilidade

Este projecto contribui para as seguintes metas dos
Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU:

( 11.7 ) Até 2030, proporcionar o acesso universal a espaços públicos seguros, inclusivos, acessíveis e verdes, particularmente para as mulheres e crianças, pessoas idosas e pessoas com deficiência.

Porquê

a Gaspar.

Acreditamos que devemos ser agentes de reflexão e definição do futuro das cidades, oferecendo as melhores soluções para cada projeto.